Logística – Mérito de Quem Faz Acontecer

Logística – Mérito de Quem Faz Acontecer

Mercado competitivo é o principal ambiente de trabalho, atualmente. A globalização potencializou as possibilidades existentes e vem contribuindo a cada dia com novas vertentes comerciais.

Para se manter ativo e gerar boas margens de lucro, é essencial que haja uma estratégia arrebatadora somada a uma logística que emoldure a excelência entre empresa x cliente.

Eficácia

Logística requer, em linhas gerais, uma estrutura que enumere suas etapas de maneira objetiva, transparente e assertiva.

Estabelecer uma rotina organizada garante, não só controle das atividades diárias, como agiliza a ação de busca de solução com acontecimento de algum fator inesperado, fase desfavorável ou empecilhos de terceiros.

Desenvolvimento

Os alicerces, sem sombra de dúvida, vem da alta performance dos seguintes setores: recepção, expedição, atendimento e fornecedores.

A conversação entre atendimento e fornecedores deve manter a sintonia e mesma linguagem, evitando desencontro e má interpretação, sobretudo, prazos. Nas negociações é imprescindível que os dois lados se beneficiem. Conhecer, a fundo, os fornecedores é a diferença entre trabalho razoável e extraordinário.

Equipes de recepção e expedição que interagem de maneira amistosa tendem a desenvolver ritmo de trabalho semelhante. Ou seja, a probabilidade de uma linha produtiva de execuções é muito maior, do que uma empresa que não tem colaboradores focados em alavancar percentuais e crescer profissionalmente.

Um dos pontos que causam atrasados infundados e causa desinteresse encadeado é a falta de trabalho integrado.

Diagnósticos precoces sobre incidências de atividades isoladas, despreocupadas com o compasso do restante do suporte, podem se antecipar e estancar recursos mal aproveitados.

Deixar de lado essa antecipação é o mesmo que ignorar as chances de se destacar em alguém nicho, por ter a logística como diferencial, mantendo um descompasso amador.

Planejamento

Muito mais que uma ferramenta administrativa, constrói trâmites adequados para que cada movimento dessa esfera seja cumprida de acordo.

Desde a elaboração, é importante manter as operações dentro de um processo cíclico. A praticidade reverte em determinações que garantem continuidade e constância.

Essa dinâmica corresponde as dimensões de agir e retroceder sem que o cliente sinta qualquer reflexo de infortúnios em alguma fase dos procedimentos.

Atrasos

O atendimento tem papel icônico nas resoluções, soluções, proposta e resultados. Quando bem preparado pode reduzir atrasos em números significativos, assim como, na tomada de decisões que podem ser a chave na fidelização do cliente final.

Equipe de Entrega

Desde Serviço Postal a Empresas de Courier, independente do âmbito, os processos devem seguir uma organização de métrica infalível. A gestão deve endossar escolhas baseadas em posicionamentos rígidos de execução. Novamente, o atendimento, tem peso astuto na criação da linguagem que fará do padrão, uma máxima homogênea.

Redução de Custo

Reduzir cifras com valorização do que tem nas mãos é um dos meios coerentes para não deixar a logística estragar todas as conduções dos negócios.

Apostar em negociações, reestruturar armazenagem, transporte, evitar desperdícios de insumos, motivar equipes dispostas e alinhadas, são base do sucesso sólido.

Conclusão

O prestígio da logística não se limita ao tamanho da empresa. Seja qual for o porte, a sobrevivência está na idiossincrasia interna, deliberações e ações na prática.

Enquanto o setor responsável pela chegada e saída de produtos, matérias e afins, não tiver foco, é relevante ter em mente que, a concorrência pode se impulsar por entregar ao cliente final a infraestrutura que você deixou por fazer.

A logística é uma peça ponderosa, e deve ser pauta constante. Ausência de planejamento, cronograma inatingível e metas distantes da realidade atual, pode se tornar indicativos fortes da falência.

Até a próxima!

Erika Dessler – Redatora AllThree